Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

31 da Sarrafada

31 da Sarrafada

17
Ago10

E os Açores ali tão perto...

FF

 

 

 

Fonte: Site da RTP

 

 

O site VisitAzores custou €150.000,00. Até aqui tudo bem mesmo se €150.000,00 deveriam incluír o acesso a um spell checker que evitasse os erros de Inglês como este aqui abaixo e retirado da página da fonte da homepage do site.

 

 

No entanto, a verba de um milhão de euros para manutenção do mesmo, levanta algumas dúvidas bem como outros pormenores sobre o mesmo.

 

Foi por isso que hoje foi enviado um mail à responsável do projecto, com CC: para o Director Regional de Turismo dos Açores com o seguinte teor:

 

Exma. Sra. Dra. Rita Castro,

Venho por este meio pedir os seguintes esclarecimentos relacionados com o site www.visitazores.com. Faço este pedido de esclarecimento na qualidade de cidadão Português, e na qualidade de blogger, interessado numa maior transparência dos custos da Administração Pública que é paga por todos os contribuintes do nosso país.

 

  1. O que abrangeu o pagamento de €150.000,00 para o referido site? Será possível ter acesso ao caderno de encargos do mesmo, com uma descriminação detalhada dos custos de  implementação? (Compra de domínio, alojamento inicial, discriminação dos valores indexados à produção de conteúdos, custo de licenciamento de conteúdos e toda a demais informação referente a este valor)
  2. A verba anunciada de €1 Milhão para manutenção do site refere-se a que período de tempo? E abrange que serviços?
  3. Porque razão se encontram os vídeos do site www.visitazores.com publicados na sua conta pessoal no site YouTube? Está ciente de que, ao colocar os mesmos na sua conta pessoal, está a declarar que os mesmos vídeos são da sua autoria* – logo que detém a propriedade intelectual sobre os mesmos ou a autorização expressa dos detentores da propriedade intelectual dos mesmos para fazer o upload? É este o caso? E se sim, porque razão não está este facto devidamente analisado na descrição dos vídeos com um link para o site www.visitazores.com ?
    1. Porque razão não é apresentada uma ficha técnica dos vídeos no YouTube ou no site www.visitazores.com ? Quem produziu os vídeos e quais foram os custos associados? Estão integrados no valor inicial da adjudicação ou nos custos de manutenção? Ou são uma adjudicação extra?
    2. Porque razão estão inibidos  os comentários a qualquer um dos vídeos no YouTube que pertencem ao site www.visitazores.com ?
  4. Quais foram os critérios subjacentes à adjudicação directa do site www.visitazores.com a uma empresa sedeada em Itália (entretanto adquirida por um grupo Internacional)? Não se encontraram em território nacional empresas com as competências e know-how para realizar o mesmo?

 

Agradeço uma resposta em tempo útil, parcial ou total a estas questões – ou mesmo o reencaminhamento deste e-mail a quem possa responder às mesmas, visto que está em causa a utilização de dinheiros públicos.

Se este for o caso, peço-lhe por favor que me informe a quem foi este e-mail reencaminhado para poder contactar o responsável directamente.

 

Com os melhores cumprimentos,

Fernando Fonseca

 

 

Aguarda-se uma resposta.

 

PS: Os endereços de mail de ambos os destinatários foram conseguidos via uma pesquisa simples no Google e são públicos.

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2011
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2010
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2009
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D