Espólio Sarrafeiro
2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


2009:

 J F M A M J J A S O N D


Sarrafeir@s
Facebook
Share
Network Blogs
<
Related Posts Plugin for Blogs.
Terça-feira, 1 de Fevereiro de 2011

 

* De alguma maneira, em algum lugar, alguém vai ter que pagar



Uma Sarrafada de: Pedro Figueiredo às 11:53
Link | Concentre-se a comentar

Sexta-feira, 21 de Janeiro de 2011


Uma Sarrafada de: FF às 10:45
Link | Concentre-se a comentar

Sábado, 15 de Janeiro de 2011

 

 

 

 

 

Mesmo que sejam pouco mais que uma centena, como hoje em Famalicão e na Póvoa do Varzim, sobe para cima do carro. Passa a imagem, para as televisões e perante os jornalistas mansos amorfos, do candidato submerso numa maré de povo. E assim se cria uma maré-cheia. É dos livros.

 

Desde Nuremberga em 1934 que já foi tudo inventado.

 

(Imagem)

 

(Em stereo)

 

 

 

 

 

 



Uma Sarrafada de: Mr Simon às 22:38
Link | Concentre-se a comentar

 

 

 

 

 

Podiam levar o candidato Cavaco Silva ao programa de falar com os mortos para ver se algum ente querido lhe diz onde está a escritura da casa.

 

(Na imagem “Phantom of the corridor, the chilling power of a ghostly figure” via Getty Images)

 

 

 

 

 

 

 



Uma Sarrafada de: Mr Simon às 00:53
Link | Concentre-se a comentar | Charters de comentos (2)

Quarta-feira, 29 de Dezembro de 2010

 

 

 

 

 

O homem que nunca se engana e que raramente tem dúvidas passou 5 anos do mandato a promulgar diplomas da Assembleia da República com… muitas dúvidas.

 

By the way, dizer que o “pai do monstro” e da qualidade de vida dos professores e da Fenprof é contra o Estado Social só pode ser ironia…

 

(Em stereo)

 

 

 

 

 

 

 



Uma Sarrafada de: Mr Simon às 23:27
Link | Concentre-se a comentar | Charters de comentos (1)

Segunda-feira, 27 de Dezembro de 2010

 

 

 

 

 

José Nuno Martins, no “27 Mil Dias De Rádio” da Antena 1, recupera uma Conversa em Família em que Marcello Caetano, por alturas do Natal, pisca o olho às remessas dos emigrantes.

 

«Cavaco apela a emigrantes para que ajudem Portugal a ultrapassar crise»

 

(*)

 

(Em stereo)

 

 

 

 

 

 

 



Uma Sarrafada de: Mr Simon às 23:21
Link | Concentre-se a comentar

Sábado, 18 de Dezembro de 2010

 

 

 

 

 

E depois da cerimónia e da noiva lançar o bouquet para a assistência e de cortado o bolo, os noivos tornam ao abrigo e o “padrinho” ao Palácio e os convidados ao seu habitat “natural” e a vida de cada um segue o seu curso normal e assim se folheou mais uma página negra da baixa política portuguesa e do vale tudo. Este homem é perigoso.

 

(Em stereo)

 

(Imagem)

 

 

 

 

 

 

 



Uma Sarrafada de: Mr Simon às 09:56
Link | Concentre-se a comentar

Sábado, 11 de Dezembro de 2010

 

 

 

 

 

«As palavras de Cavaco Silva foram proferidas (…) no Casino do Estoril (…)»

 

Vai ser preciso esperar que a Wikileaks publique um cable a dar conta que o Banco Alimentar Contra A Fome surgiu em Portugal era Cavaco Silva primeiro-ministro, para que os jornalistas o confrontem quando vier com ar grave com conversa da treta?

 

(Imagem “Roulette Wheels Seized In Raid” via Chicago Tribune)

 

(Em stereo)

 

 

 

 

 



Uma Sarrafada de: Mr Simon às 00:53
Link | Concentre-se a comentar | Charters de comentos (1)

Quinta-feira, 21 de Outubro de 2010

 

 

Tive eu um daqueles momentos de luminosidade ideológica, quando percebemos a chamada 'big picture', ou simplesmente um momento de paragem cerebral idiótica, e apercebi-me da importância que realmente pode ter a próxima eleição presidencial.

 

Imaginemos por momentos - ainda que para muitos tal fosse bom demais de acontecer - que Cavaco Silva não consegue garantir a reeleição para o cargo de Presidente da República. Chocante? Talvez. Afinal era só a primeira vez que tal acontecia em Belém depois do 25 de Abril. E se recuarmos ainda mais, talvez tenhamos que andar muitos mais anos para descobrir algo parecido.

 

Imagine-se, de novo, as primeiras páginas, as aberturas dos telejornais e os directos jornalisticamente histéricos que haveria na noite da contagem dos votos. E não haveria razão para menos. Os portugueses perguntar-se-iam como, afinal é que tal tinha sido possível? Nós, de tão brandos costumes, não conseguimos eleger um Presidente por dois mandatos seguidos? Afinal que raio de povo somos nós? Talvez, então, as pessoas pudessem perceber que, afinal votar faz toda a diferença. Seria com um simples voto que tal teria sucedido. Talvez, então, as pessoas pudessem perceber, de uma vez por todas, que afinal, pode-se contribuir para que as coisas não fiquem como sempre. Há poder para mudar. Milagre Um de Cavaco.

 

As pessoas tomariam consciência que podem, de facto, mudar o rumo das coisas. Começam a estar mais atentas e a deixar de serem socialmente amorfas. Olham para as notícias de outra maneira. Vêm os franceses parar o país por causa do governo querer aumentar a idade da reforma para os 62 e pensam: «É pá, mas nós já temos que marchar até aos 65! Onde é que eu estava com a cabeça quando isso foi aprovado pelo meu governo? Porra, pá! Nem um pneuzito queimei em sinal de protesto! Querem IVA a 23%? Esperem lá que eu tenho ali aquele colchão velho da sogra para deitar fora, vou já dizer-te como ele fica tão bem no meio da SCUT...». É preciso que as pessoas andem atentas à realidade que as rodeiam. Milagre Dois de Cavaco

 

Sempre ouvi dizer, ainda que grosseiramente dito, que quem não chora, não mama. O povo começava a perceber que protestar, a sério, pode resolver a questão. Afinal, 120 mil professores a marchar pela Avenida da Liberdade a dizer, em conjunto, que não gostam da ministra, pode não ser imediatamente perceptível, mas a verdade é que esses mesmos professores continuam a dar aulas e a ministra... já não o é. Protestar e dizer que não se concorda, pode dar resultado. Se não houver protesto é que não dá resultado mesmo. Milagre Três de Cavaco.

 

O  voto é só uma forma de protesto.



Uma Sarrafada de: Pedro Figueiredo às 10:30
Link | Concentre-se a comentar | Charters de comentos (2)

Terça-feira, 5 de Outubro de 2010

sinto-me: Nostálgico

Uma Sarrafada de: FF às 12:49
Link | Concentre-se a comentar

Domingo, 3 de Outubro de 2010

 

 

 

 

 

Cavaco Silva é o nosso candidato Tiririca: “Pior que tá não fica!”.

 

 

 

 



Uma Sarrafada de: Mr Simon às 01:17
Link | Concentre-se a comentar

Sexta-feira, 13 de Agosto de 2010

 

 

E agora Pedro Passos Coelho por interposta pessoa, Paulo Teixeira Pinto, mete o rabinho entre as pernas, arruma a viola no saco (como quiserem), que é como quem diz esquece um capítulo do projecto de projecto de revisão constitucional. O PSD já não é, por vontade própria, o projecto pessoal de poder de Cavaco Silva, mas Cavaco Silva como soe dizer, don't give a shit e estica a corda e a ver vamos, como diz o cego, quem estica do outro lado, no lado do PSD. É a época de incêndios.

 



Uma Sarrafada de: Mr Simon às 23:26
Link | Concentre-se a comentar

Quinta-feira, 8 de Julho de 2010

 

 

 

«sempre adorei portos, gosto da atmosfera dos portos»

 

#

 

«Somos mais mar e céu que terra»

 

#

 

«Chamam por mim as águas,
Chamam por mim os mares,
Chamam por mim, levantando uma voz corpórea, os longes,
As épocas marítimas todas sentidas no passado, a chamar.
»

 

#

 

Heróis do mar, nobre povo, lai-lai-lai...

 

(Imagem)

 

 

 

 


sinto-me: lavado em lágrimas

Uma Sarrafada de: Mr Simon às 18:29
Link | Concentre-se a comentar

Domingo, 20 de Junho de 2010

 

 

 

(É)ra realmente fundamental importante a presença do Presidente da República? É que daqui por 100 anos José Saramago vai continuar a ser lido e estudado e Cavaco Silva não vai ser mais que um quadro a óleo num corredor do palácio de Belém.

 

(Imagem FPG/ Getty Images)

 

 

 


sinto-me: farto de merdas sem importânci

Uma Sarrafada de: Mr Simon às 15:28
Link | Concentre-se a comentar | Charters de comentos (4)

 

 

 

«Marcelo diz que Presidente "está em espírito" com Saramago»

 

Marcelo Rebelo de Sousa é porta-voz do Presidente da República ou simplesmente "papagaio"?

 

(Imagem)

 

 

 

 


sinto-me: uma alma penada

Uma Sarrafada de: Mr Simon às 01:32
Link | Concentre-se a comentar

Quinta-feira, 10 de Junho de 2010

 

 

 

«"Quanto mais se exige do povo, mais o povo exige de quem os governa", advertiu.»

 

Errado senhor Presidente. Quem governa até pode nem exigir “a ponta de um cabelo” ao povo que o povo tem o direito (e o dever) de exigir tudo a quem o governa. É para isso que há eleições, é para isso que são eleitos, e é assim que funciona a Democracia. Quem não quer responder perante as exigências daqueles que governa não se candidata. Ou então suspende a Democracia.

 

(Em stereo)

 

 

 

 


sinto-me: farto de conversas da treta

Uma Sarrafada de: Mr Simon às 15:51
Link | Concentre-se a comentar | Charters de comentos (1)

Terça-feira, 8 de Junho de 2010


Uma Sarrafada de: 31 da Sarrafada às 21:57
Link | Concentre-se a comentar

Domingo, 6 de Junho de 2010

Cavaco Silva: "Férias passadas no estrangeiro aumentam dívida"

 

Alguém tem de dizer as verdades.

 

Proponho que quem for de férias para o estrangeiro seja obrigado a vestir uma t-shirt a dizer "Traidor à Pátria" e  tenha um agravamento de escalão no IRS.


sinto-me: solidário com el presidente

Uma Sarrafada de: 31 da Sarrafada às 23:27
Link | Concentre-se a comentar | Charters de comentos (2)

Segunda-feira, 17 de Maio de 2010

Cavaco Silva promulgou a lei que vai permitir o casamento entre pessoas do mesmo sexo. Acho bem. Quantos ás razões apresentadas acho que são o sinal evidente que Cavaco nunca esteve confortável no papel de PR e que, o poder que tem não lhe chega, nem nunca chegará.

sinto-me:

Uma Sarrafada de: FF às 20:53
Link | Concentre-se a comentar

Sexta-feira, 30 de Abril de 2010

 

 

 

 

Até aqui tudo bem. O problema reside na ganância do lucro e na ausência de regulação e fiscalização pelas entidades competentes, que é como quem diz o Estado. Trocando por miúdos: as grandes construtoras ganham a adjudicação da obra que depois é executada com recurso a empreitadas, desdobradas em subempreitadas e em subsubempreitdas, e que para serem minimamente rentáveis recorrem a mão de obra estrangeira, por mais barata que a nacional, sem contratos de trabalho, com cargas horárias desumanas, sem regalias sociais, e maior parte das vezes imigração ilegal. E este modus operandi teve um “pai”.

 

(Em stereo)

 

(Image from the Tod Browning’s movie ‘The Show’, 1927)

 

 

 



Uma Sarrafada de: Mr Simon às 22:41
Link | Concentre-se a comentar


Sarrafadas Frescas

#Presidenciais Ainda sobr...

#Presidenciais Os segredo...

|| O triunfo da vontade

|| Há mais vida para além...

|| Bezerra da Silva

|| «Longe dos seus, vai v...

|| Um casamento e muitos ...

|| Não podia ter esperado...

Liga Europa: Os Três Mila...

"Onde é que eu já ouvi is...

Comentários Fresquinhos
  • Fazer asneiras e ser bem sucedido e bem pago pelos...
  • Não é reteu, é reteve
  • o tunning é uma arte quando bem feito , tudo tem o...
  • O que esconde o Estado Português sobre o naufrágio...
  • Saiba mais sobre o misterioso naufrágio do navio B...
  • subscrever feeds