Espólio Sarrafeiro
2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


2009:

 J F M A M J J A S O N D


Sarrafeir@s
Facebook
Share
Network Blogs
<
Related Posts Plugin for Blogs.
Segunda-feira, 12 de Abril de 2010

O título deste post é retirado do post do Rodrigo Moita de Deus, no 31 da Armada.

 

O encontro de Pedro Passos Coelho com os bloggers acreditados no XXXIII Congresso do PSD em Carcavelos (no qual estive presente) provocou, da parte de certos elementos da Comunicação Social, uma reacção surpreendente que viria, também, a marcar o congresso.

 

Esta reacção teve o condão de lançar uma discussão que é necessária ter e que tem por génese uma questão:

 

Qual o papel que têm os blogues na sociedade actual e como se equiparam (ou não) com os Orgãos de Comunicação Social (OCS)?

 

 

Na minha opinião  não se equiparam e, mais importante ainda, não se querem equiparar. Seria absurdo um blogger exigir ter os mesmos direitos que um jornalista sem querer aceitar os deveres intrínsecos associados a essa mesma profissão. Por outro lado os jornalistas não se deveriam sentir ameaçados pelos blogs/bloggers pois informar com objectividade é o seu papel, não é o papel dos bloggers.

 

Que cada vez mais, alguns jornalistas queiram ser comentadores (aproximando-se assim do papel dos bloggers) é uma questão que tem que ser tida em conta também quando abordamos este tema. Será que os blogues informam e os jornalistas opinam? É esse o futuro? Espero que não.

 

Um blog é um moleskine aberto (ou fechado) ao mundo onde os seus autores, identificados ou não, dizem o que pensam sem obedecer a um critério editorial mas sim a um critério pessoal: cada pessoa utiliza o seu blog, o seu twitter e o seu facebook da forma como quiser e bem entender e terá que tirar as devidas consequências de como o usa - o que normalmente se reflecte no número de visitas ao blogue ou número de seguidores que tem no Twitter -  mas também nas consequências legais de quebrar as leis a que qualquer cidadão está sujeito.

 

Aliás, os bloggers estão sujeitos a critérios de rigor muito mais exigentes (se assim o desejarem) pois não estamos protegidos por nenhuma lei que nos impeça de revelar as fontes, i.e., tudo o que opinamos tem que ter um link para qualquer lado. Já sei que alguém irá pegar neste ponto e tentar rebater o mesmo dizendo que não são poucos os blogues que lançam rumores e boatos infundados. A isto responderei que é o próprio "mercado" que se encarrega de fazer a regulação da blogoesfera fornecendo assim idoneidade, ou não, aos blogues e aos seus autores.

 

Num universo tão pequeno, como é o Português, não é complicado saber se um blog tem uma agenda política, desportiva, social ou se não tem agenda nenhuma (Como é o caso do "31 da Sarrafada" que tem entre os seus elementos pessoas que não se podiam estar a borrifar mais para a política, para o desporto ou para o social).

 

Tenho a convicção que se a equipa de Pedro Passos Coelho tivesse convocado os jornalistas para uma sessão de Q&A, e os bloggers acreditados tivessem acesso à mesma, a questão não se levantaria; Se Pedro Passos Coelho tivesse decidido fazer uma pequena reunião com os comentadores das várias estações de televisão, o problema não se colocaria pois não vejo, de modo nenhum, qualquer dos bloggers acreditados para o Congresso ficar à  beira de um ataque de nervos só porque não podia entrar nessa reunião.

 

O "problema" colocou-se porque alguns jornalistas (poucos) se equipararam aos bloggers e quiseram ter acesso a uma reunião que não lhes era destinada, uma reunião onde Pedro Passos Coelho queria transmitir aos bloggers que esta nova direcção do PSD quer ter uma relação saudável, e de abertura para com os blogs que, quer os membros da Comunicação Social quer queiram quer não, são uma realidade e que servem para formar opiniões. A presença dos OCS durante 3m para cada meio (TVs, Rádios, Jornais e Fotógrafos) transformou o que poderia ter sido um momento de conversa descontraída em mais um momento de comunicação formal,  pela parte de Passos Coelho.

 

O Rodrigo tem toda a razão quando diz que deveria existir uma distinção formal entre OCS e Blogs acreditados para um Congresso, ou qualquer outro evento, e também tem razão quando diz que apenas precisamos de uma tomada (porque o resto levamos nós). Enquanto os OCS sãoobrigados a produzir notícias para encher espaços que são pagos pela publicidade, os blogs não são obrigados a absolutamente nada e produzem conteúdos quando acham que existe algo de (subjectivamente) relevante para comentar.

 

Seria importante que alguns membros da OCS percebessem isto para que a convivência entre esses mesmos OCS e Blogs não fosse uma de competição feroz mas sim de saudável convivência.

 

Felizmente penso que já são muitos os jornalistas que assim pensam.

 

 


sinto-me: Interessado

Uma Sarrafada de: FF às 16:18
Link | Concentre-se a comentar

11 comentários:

Hélio martins @ 20:34

12/4/10

Se querem a minha opinião, o futuro da Comunicação Social passa pelos blogs, pela sua liberdade de poderem dizer o que pensam, o que querem, e de poderem fornecer uma informação verdadeiramente livre. Os blogs não se subjugam aos vampiros do Publicidade e dos conteúdos encomendados.
Se a alguns jornalistas lhes fez confusão não serem convidados para uma reunião que eles não lhes dizia respeito, foi só por dor de cotovelo...

carlos garcez osório @ 20:46

12/4/10

Parabéns pelo texto.
Mais importante que concordar ou não com o escrito é saber que uma discussão que era indispensável está lançada e este texto é mais uma contribuição.

Daniel João Santos @ 22:25

12/4/10

muito bem!

jonasnuts @ 22:39

12/4/10

Eu por acaso faço a distinção de outra forma:

Órgãos de Comunicação Social Tradicionais e Órgãos de Comunicação Social (nestes últimos, incluo os Blogs).

São jornalistas? Não. Querem ser? Não. (alguns quererão ser opinadores em órgãos de comunicação social tradicionais). Mas os Blogs são órgãos de comunicação social :) Nem só de jornalistas se fazem os órgãos de comunicação social tradicionais, e há muitos jornalistas nos órgãos de comunicação não tradicionais :)

Na volta baralhei toda a gente com o tradicional :)

FF @ 22:56

12/4/10

Jonas,
Acho que entendo o que queres dizer e concordo. O caso do Huffington Post é um paradigma do que dizes: Um blogue que se transformou num Orgão de Comunicação Social que compete com os media tradicionais.

Isto vai dar pano para mangas :-)

jonasnuts @ 23:00

12/4/10

Não, o caso do Huffington foi um órgão de comunicação social não tradicional, que se transfornou num órgão de comunicação social tradicional :)

O que eu defendo é que este blog, o meu blog, todos os blogs minimamente actualizados são orgãos de comunicação social. Tu publicas posts, estás a comunicar socialmente com a tua audiência. É comunicação social :) Não é é a tradicional e não é, pelo menos no caso do meu, jornalismo :)

FF @ 23:11

12/4/10

Então espera lá!!! :-)

Podes definir o que é um OCST e um OCS para ti?


jonasnuts @ 23:23

12/4/10

Um OCST é um órgão credenciado e reconhecido formalmente como tal. Não é qualquer pessoa que consegue abrir um jornal, ou ter uma frequência de televisão, para isso, precisa de reunir determinados requisitos previstos legalmente. Tem secções e áreas bem definidas para informação, opinião, etc... (pelo menos na teoria).

Um OCS é qualquer meio que permita a qualquer pessoa comunicar com uma determinada audiência (maior ou menor).

FF @ 23:38

12/4/10

Entendo e, pensando bem, tens razão :-) #asUsual

Fernando Moreira de Sá @ 02:18

13/4/10

Caro ff, tens toda a razão.




Aquela da rolha foi genial!!!

J M Cerqueira Esteves @ 07:47

13/4/10

Texto sugerido a jornalistas que sentirem alguns blogs entrar em terreno que achem ser "seu": http://journalism.nyu.edu/pubzone/weblogs/pressthink/2008/09/18/because_we_have.html
Reproduzindo apenas um pedacinho:
``Freedom of the press belongs to those who own one, said A.J. Liebling. Still true. But blogging means anyone can own one. Therefore freedom of the press belongs equally to the amateur and the pro. As does journalism, including its essential practices. The pros may be in a better position to excel at those practices but they do not “own” them.''

Comentar post

Sarrafadas Frescas

Muda de troika se não est...

Liga Europa: Uma fé inaba...

Liga Europa: Obrigado pel...

Dear Europe

Há crise???...

Liga Europa: O pesadelo d...

Oiçam bem esta voz!

|| Eu a falar sozinho

Liga Europa: Arigato nucl...

Não usem o direito a tort...

Comentários Fresquinhos
  • Fazer asneiras e ser bem sucedido e bem pago pelos...
  • Não é reteu, é reteve
  • o tunning é uma arte quando bem feito , tudo tem o...
  • O que esconde o Estado Português sobre o naufrágio...
  • Saiba mais sobre o misterioso naufrágio do navio B...
  • subscrever feeds