Espólio Sarrafeiro
2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


2009:

 J F M A M J J A S O N D


Sarrafeir@s
Facebook
Share
Network Blogs
<
Related Posts Plugin for Blogs.
Sábado, 27 de Março de 2010

Há poucas horas, o novo líder do PSD foi conhecido. Chama-se Pedro Passos Coelho e o site do oficial do partido de imediato disponibilizou o CV, em formato PDF, o que mostra que nem toda a gente anda a dormir para os lados da São Caetano à Lapa.

 

Da noite eleitoral, que acompanhei em directo da sede de candidatura de Pedro Passos Coelho, (não porque tenha votado nele mas porque me tinham informado que a festa ali ia ser da rija), aqui ficam os principais apontamentos de uma noite não memorável.

 

 

1. Sede

 

Aquilo era mínimo. A sério! Para uma sede de candidatura vencedora aquilo era o equivalente ao Pavilhão Ministro dos Santos em Mafra, onde se realizou o congresso extraordinário. Os jornalistas queixavam-se, a sra. da RTP estava pelos cabelos, fotógrafos e camera men suavam como se estivessem dentro da sauna do Holmes Place, mas vestidos e com 17kgs de equipamento às costas. Lá em baixo na rua, em frente à casa do Primeiro Ministro José Sócrates (que não estava em casa segundo parece), havia uma Telepizza e um bar de karaoke que, sem dúvida desviou alguns jotinhas menos ferrenhos. Nota: 4/10

 

2. Catering

 

Nota positiva para as vitualhas. Eram más o suficiente para que não fossem deglutidas de uma só vez o que é, a todos os níveis, uma boa caracterísitica nestas circunstâncias. Quanto à bebida já não se pode dizer o mesmo: Só havia cerveja Sagres, o que parece ser pouco plural e o vinho chamava-se "Egoísta". Ora, um vinho chamado "Egoísta" dá logo azo para umas piadolas sobre o candidato o que não é de todo o objectivo. Para a próxima um vinho como o Merlot "Fat Bastard" talvez seja mais indicado? Fica aqui a sugestão. Nota: 5/10

 

3. Os personagens

 

Uns foram só lá para as vitualhas. Pelo menos 4 personagens não saíram da sala e passaram toda a noite a "testar" a qualidade de tudo o que estava em cima da mesa, tecendo observações tais como "as batatas fritas da direita estão melhores que aquelas ali do lado esquerdo". Outros foram lá só para serem vistos, o que lhes fica muito bem mas não augura nada de bom. Os grandes nomes apareceram em peso sendo de notar a não presença, na sede da candidatura, de Emídio Guerreiro, Pedro Duarte** e o seu hacker amestrado, Manuela Ferreira Leite e Francisco Sá Carneiro. Caras famosas só aquele Sr. do Eixo do Mal, que me estou sempre a esquecer do nome, e que queria tirar uma foto comigo. Recusei porque, à vontade não é à vontadinha. Nota 6/10

 

4. Os Jotas


São uma praga. Aquilo a que chamam cantar é similar ao Coro da Orquestra do São Carlos, quando todos os elementos estão com uma gripe, com uma ressaca e sem acesso a 3/4 das cordas vocais, com palavras de ordem sem imaginação. Convenhamos que  "Coelho! Coelho! Coelho!" parece o cântico de abertura da caça ao mesmo, feito pelo Miguel Sousa Tavares. Enquanto o abraço, com várias pancadinhas nas costas (no que parecia ser uma manobra de heimlich mas ao contrário), foi o cumprimento escolhido pelas gerações mais velhas, os jotinhas cumprimentaram-se com aquele gesto de quem vai fazer braço de ferro com o visado, mas no ar. O mais preocupante no entanto é terem indicado a "Kapital" com destino favorito para comemorar a vitória de PPC, nem sequer 1/10 dos presentes estarem ébrios e as jotinhas não darem gritos de histeria quando o candidato que apoiavam foi declarado vencedor. Assim não há condições! Nota: 3/10

 

5. O Staff

 

Palavras para quê? Não vou aqui esconder a simpatia pessoal que tenho por três dos elementos do staff de PPC e só lhes tenho a agradecer a simpatia e apoio que nos deram no Congresso em Mafra. Fico bastante satisfeito que o trabalho que tiveram tenha dado resultados tão expressivos. Mas isso são esses três. Durante as primeiras horas, na sede de campanha, era interessante ver membros do staff, que não conheço, saírem da sala dos números em direcção aos comes e bebes e largarem números para o ar como se não tivesse ali ninguém. O favorito era o "70/30". Não havia necessidade, a sério. Somos todos crescidos pessoal.

 

6. O Resultado da Noite


Queluz - Castanheira Barros 0 / Aguiar Branco 9 / Paulo Rangel 60 / Pedro Passos Coelho 69

 

7. O momento da noite (Parte I)

 

Castanheira Barros demonstrou que é um gentleman. A sua presença na sede de candidatura de Pedro Passos Coelho provou, uma vez mais, a opinião que sempre tive dele. Se no congresso as coisas lhe correram mal, se nas eleições as coisas lhe correram ainda pior (facto que reconheceu em conversa com o "31 da Sarrafada" ao admitir que "não estava à espera de um resultado tão pequeno") humanamente Castanheira Barros não deixou de surpreender: Lembrava-se do "31 da Sarrafada", lembrava-se da conversa que tinha tido sobre o bloqueio aos blogues e uma vez mais se disponibilizou a garantir a nossa presença em Carcavelos, caso existam entraves por parte do Secretariado Nacional (que continua em silêncio profundo em relação ao mail que enviámos).*

 

8. O momento da noite (Parte II)

 

O "31 da Sarrafada" a sacar a Pedro Passos Coelho uma promessa eleitoral: a de fazer todos os possíveis para ser o próximo primeiro ministro para que possamos começar a sarrafar nele.*

 

Conclusões

 

Já não se fazem celebrações de vitória no PSD como antigamente. As bandeiras que estavam a ser distribuídas na sede de campanha não foram usadas, o ambiente era morno e existia no ar aquele espírito de missão cumprida com a noção que os problemas começaram no mesmo momento em que foi declarada a vitória. O partido está dividido e notava-se no ar os rancores que esta campanha deixou, num e noutro lado. Se PPC não tiver a capacidade, de internamente, enviar uma mensagem forte nas próximas semanas, de colocar a casa em ordem e de limpar o pó que ficou na São Caetano à Lapa, Sócrates pode ainda dormir descansado durante muitas noites na sua casa em frente à sede de candidatura de PPC. Por outro lado, um congresso extraordinário do PSD lá para Janeiro até nos dava jeito.

 

 

* Devidamente documentado por Paulo Henriques que nos ficou de mandar as fotos

 

** Pedro Duarte fez um trabalho extraordinário no Twitter a enviar resultado desde o Porto.

 

PS: O Vasco Campilho não levou o megafone.

PS1: Parece que demos uma abada a cobrir a noite eleitoral ao "31 da Armada"






Uma Sarrafada de: FF às 15:51
Link | Concentre-se a comentar

1 comentário:

CASTANHEIRA BARROS @ 20:37

28/3/10

Meus Caros Amigos do 31 da Sarrafada :

Foi um prazer tê-los encontrado de novo, desta vez à saída da sede de candidatura do Dr. Passos Coelho em Lisboa, no dia da sua eleição como Presidente do PSD .
Interessei-me por saber como estava a questão do acesso ao próximo Congresso, mas não garanti a vossa presença no Congresso de Carcavelos, pois não tenho poder para o fazer .
Tudo dependerá da decisão que vier a ser tomada pelo Secretário Geral do PSD , Dr. Marques Guedes .
Decidir se os autores de Blogs deverão ter ou não acesso livre aos Congressos do PSD não é tarefa fácil, desde logo por uma questão de disponibilidade de espaço para a Imprensa e afins .
Gostaria sinceramente que o Partido conseguisse criar condições de acesso gratuito a pelo menos 1 pessoa por Blog de cunho político, mas evidentemente que essa situação terá sempre de estar dependente no nr. de inscritos e do espaço disponível em cada Congresso .
Recebam um cordial abraço do : Castanheira Barros

Comentar post

Sarrafadas Frescas

Muda de troika se não est...

Liga Europa: Uma fé inaba...

Liga Europa: Obrigado pel...

Dear Europe

Há crise???...

Liga Europa: O pesadelo d...

Oiçam bem esta voz!

|| Eu a falar sozinho

Liga Europa: Arigato nucl...

Não usem o direito a tort...

Comentários Fresquinhos
  • Fazer asneiras e ser bem sucedido e bem pago pelos...
  • Não é reteu, é reteve
  • o tunning é uma arte quando bem feito , tudo tem o...
  • O que esconde o Estado Português sobre o naufrágio...
  • Saiba mais sobre o misterioso naufrágio do navio B...
  • subscrever feeds