Espólio Sarrafeiro
2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


2009:

 J F M A M J J A S O N D


Sarrafeir@s
Facebook
Share
Network Blogs
<
Related Posts Plugin for Blogs.
Sexta-feira, 1 de Abril de 2011

 

É a loucura no Twitter cada vez que há um acontecimento político (e até económico) relevante para o nosso país. Há ainda o Prós e Contras, que não cabendo em nenhuma das alíneas anteriores, açambarca as duas tornando-as num lindo naperon de sala de estar: todos gostam de ver, mas quando viram as costas já ninguém se lembra dele.
 
Foi assim na comunicação do excelentíssimo PR à nação esta noite. Já todos sabiam o que o inquilino de Belém iria dizer, mas o impacto estava nos comentários do antes, durante e depois do universo tuiteiro. Mas não é isso que me traz aqui hoje, nem tão-pouco a pobreza franciscana da acção frenética de Cavaco Silva. Como é enérgico o nosso Presidente da República. Dá gosto vê-lo trabalhar!
 
No exacto dia em que o PEC 4 foi chumbado (ou não aprovado, conforme as leituras psicossomáticas), Sócrates nem esperou pelo desfecho da contagem. Saiu a correr a Belém apresentar a carta de demissão. Já havia quem esfregasse as mãos de contentamento, ainda que por baixo de uma capa de poesia política com o alto patrocínio da Microsoft que isto de abrir janelas tem muito que se lhe diga!

 

O problema é que ainda nem o sistema operativo laranja está instalado no computador governamental e já dá os famosos blue screens de erro! A ideia de se aumentar o IVA, logo no dia a seguir ao chumbo do PEC foi de génio. Diz Passos Coelho que será só em desespero. Mas, afinal, não é mesmo essa a situação em dizem que o país se encontra?

 

A seguir piscam o olho aos professores. São mais de 100 mil cidadãos, com mais de 18 anos e, logo, eleitores! Mas a coisa pode não correr bem. Para começo de festa, o programa social-democrata está a precisar de um 'restart'. De tal forma, que já há dentro do partido quem avise que é preciso ter cuidado com o que se diz. Não se vá hipotecar o futuro com honestidade a mais...

 

Mas a pérola veio mesmo esta noite, pela boca de Miguel Macedo, líder da bancada parlamentar do PSD. Na reacção às declarações de Cavaco Silva, Macedo diz algo de extraordinário como isto: apesar de ser de gestão, o Governo tem todas as condições para resolver os problemas. Não haja dúvida. Aliás, agora sim é que isto anda para a frente. Sem poder para aumentar impostos e apenas com margem de manobra para cortar na despesa, agora é que o obeso Estado se vai ver obrigado a emagrecer compulsivamente. Agora sim, podem aumentar mais os juros da dívida pública. Afinal, que diabo, nós podemos pagar!

 

P.S. Foi precisamente ao Wall Street Journal que Passos Coelho justificou a minha teoria do amuo para o PSD ter feito cair o PEC IV e, consequentemente, o Governo. Está aqui, bem explicadinho!



Uma Sarrafada de: Pedro Figueiredo às 02:40
Link | Concentre-se a comentar

2 comentários:

Vitriólica @ 06:13

1/4/11

... e não se pode mandar o Estado obeso como concorrente para o quase-a-estrear "Peso Pesado" - versão portuguesa do Biggest Looser? Só ter que gramar com a Júlia Pinheiro como apresentadora, dá cabo do metabolismo de qualquer um!

Comentar post

Sarrafadas Frescas

Muda de troika se não est...

Liga Europa: Uma fé inaba...

Liga Europa: Obrigado pel...

Dear Europe

Há crise???...

Liga Europa: O pesadelo d...

Oiçam bem esta voz!

|| Eu a falar sozinho

Liga Europa: Arigato nucl...

Não usem o direito a tort...

Comentários Fresquinhos
  • Fazer asneiras e ser bem sucedido e bem pago pelos...
  • Não é reteu, é reteve
  • o tunning é uma arte quando bem feito , tudo tem o...
  • O que esconde o Estado Português sobre o naufrágio...
  • Saiba mais sobre o misterioso naufrágio do navio B...
  • subscrever feeds